FANDOM


O Reino de Kovir e Poviss (também conhecido apenas como Kovir e Poviss, ou apenas Kovir) é um dos Reinos do Norte localizado na Baía de Prakseda.

É também o maior exportador de recursos minerais no mundo conhecido, por ter enormes lucros do comércio.

Por ser tão montanhosa, a região é rica em minas. Kovir e Poviss exportam vidro, sal, minério de ferro, prata, níquel, chumbo, estanho, zinco, cobre, cromo, titânio, tungstênio e platina. Sem mencionar três quartos de ferroaurum, kryobelitium e dimeritium do mundo e também 80% do ouro do mundo.

Heráldica Editar

COA Kovir PovissCoA Kovir-Poviss old2COA Kovir Poviss old

Os brasões de armas acima foram inspirados pelo trabalho do heráldica residente e especialista em Witcher, Mboro, com base na descrição no site oficial de Andrzej Sapkowski. Há também um conceito Checa não oficial do brasão de armas de Kovir .

História Editar

Places Kovir
Kovir já foi a mais setentrional província de Redânia até o reinado de Radowid I, conhecido como o Grande. O rei deu esta parte da terra para seu irmão Troiden com o título de conde de Kovir com obrigação de não fazer "nenhum dano".

Por muitos anos, o reino foi alvo de piadas entre os seus vizinhos do sul. Mas essas nações vizinhas finalmente reconheceram que Kovir tinha constituído uma nação a ser reconhecida por saudar os muitos estudiosos descontentes, soldados e homens de negócios que procuravam uma vida nova e melhor o norte.

Redânia (reinado de Radowid III) e Kaedwen (reinado de Benda) tentaram invadir Kovir com 5.000 soldados, mas devido à prosperidade financeira de Kovir (na época governado pelo rei autoproclamado Gedovius Troideno, o país foi capaz de comprar 25.000 mercenários capazes de cortar suas forças combinadas. Ele nunca foi incomodado pelos Reinos do Norte desde então. Um chamado Primeiro Tratado de Exeter foi assinado por todos os três reinos: Redânia, Kaedwen, Kovir e ganhou assim o status de um reino inteiro e tornou-se um reino forte e neutro.

No momento da Secessão de Poviss, o rei Baldwin foi deposto e expulso para Talgar. Mais tarde, seu filho Esterad Thyssen tem o trono de volta com a maior parte é territórios, mas a chamada Marcha Leste ganhou a independência e depois de alguns conflitos finalmente se reencontrou como a Liga de Hengfors. Também Jamurlak (Abrad o Levanta-Saia) e Arcomerânia (Audoen) declararam-se reinos independentes.

Quando a Segunda Guerra do Norte começou, Esterad ajudou não oficialmente os Reinos do Norte fornecendo a Dijkstra um empréstimo e assim criou uma unidade de mercenários, a chamada Companhia Livre, de onde, por exemplo Adam Pangratt, Julia Abatemarco ou Lorenzo Molla eram. Mais tarde, ele foi assassinado nas escadas de seu próprio palácio e seu único filho Tancredo[1] assumiu o trono.

MonarquiaEditar

RegiõesEditar

Cidades e Fortalezas Editar

Notas & Referências Editar

  1. 1,0 1,1 Durante os eventos de The Witcher 3: Wild Hunt, o reino é governado pelo rei Tancredo Thyssen, quem mantém neutralidade durante as guerras Nilfgaard.
  2. Antes dos eventos de O Fogo Eterno.
  3. Após os eventos de O Fogo Eterno.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.