FANDOM


Big Quote Left
Nada tenho contra os bruxos. Que cacem vampiros à vontade. Desde que paguem os impostos.
Big Quote Right
O Sangue dos Elfos, Capítulo 5

Radowid III, o Ruivo, era também chamado pelos hagiógrafos e aduladores de Corajoso. O rei da Redânia era ligado pelo nome, assim como pela avareza e sovinice, a Radowid, o Grande, seu bisavô. Ele era casado com Viviana de Lyria[1] e junto tiveram um filho, Vridank.

Radowid III, junto com Benda de Kaedwen, assinaram o Primeiro Tratado de Exeter. O Ruivo recebeu o título vitalício de rei de Kovir e Poviss.

Descrição a partir da Dinastia Redaniana Editar

Radowid III era um regente astúto e energético. Sob sua regencia a Redânia recuperou as ricas terras de Nimnar e Buina, perdidas antes por Vestibor, limitando a fronteira do norte ao rio Braa. A disputa com os temerianos pelo Delta do Pontar acabou com um acordo que declarou Novigrad uma cidade livre. A posição da Redânia foi reforçada no Pontar Médio onde há uma eterna disputar na fronteira por Aedirn. Ele também tentou guerrear com Kovir, mas tudo que conseguiu foi uma vergonhosa derrota como descrito em A Torre da Andorinha.

Entretanto, para a Redânia, a maior perda foi a morte do rei em seus somente 49 anos. Radowid III morreu de meningite causada por uma picada de carrapato.

Radowid ainda era um principe quando se casou com a princesa Viviana de Lyria e juntos tiveram apenas um filho, Vridank chamado de "o Elfo".

Monarcas Redânios
historical Redanian coat of arms

COA Redania

SambukAbrad o Velho CarvalhoRadowid o GrandeDambor o NegroVestibor o OrgulhosoRadowid II o MarinheiroRadowid III o RuivoVridank o ElfoVizimir I o VelhoRadowid IV o CalvoHeribertoVizimir II o JustoRadowid V o Severo
Rainhas
Maria Pulcheria de TemériaCaitlyn de KaedwenCirra de CintraViviana de LyriaCerroRamona ThyssenFiametta de CidarisDiana de Saint-VilliersHedwig de MalleoreAdda, a Branca
Outros membros da familia real Redaniana
FalkaRiannonDalimiraMilena

Notas e Referencias Editar

  1. Informações retirada do antigo site de Andrzej Sapkowski: Dinastia Redaniana.